Buscar

Histórico positivo em "traçados externos" anima Rafael Suzuki para etapa em Goiânia


No ano passado, o piloto do carro #8 fez a pole position e venceu a prova no anel externo de Curitiba, e também teve forte desempenho neste mesmo layout em Goiânia. E, assim, está confiante para manter a boa fase no início do campeonato


Pouco mais de um mês após a abertura da temporada, a Stock Car volta a se reunir neste fim de semana (18 a 20 de março) para a 2ª etapa do campeonato, em Goiânia, com uma novidade interessante. A categoria vai utilizar o traçado externo da pista, que, em outubro de 2021, proporcionou a chegada mais acirrada da história da categoria, com diferença de 0.010s entre o vencedor e o 2º colocado. Para Rafael Suzuki, a notícia foi vista com bons olhos, já que o piloto da equipe Full Time Sports teve ótima performance nas disputas em circuitos com essas características no ano passado, e, por isso acredita que pode ter mais um fim de semana positivo para seguir com um início de temporada forte.


Em Interlagos, dividindo o carro com o holandês Jeroen Bleekemolen, eles conquistaram um 9º e um 6º lugar, o que o deixou na 7ª posição na classificação geral, entre 32 pilotos. Então, o objetivo é manter a boa fase em Goiânia.


Em 2021, foram duas etapas realizadas em “traçados externos”, em dois circuitos diferentes. Em Curitiba, em agosto, Suzuki teve seu melhor fim de semana na categoria até agora. Conquistou a pole position, venceu a corrida 1, e com o top-5 na corrida 2, foi o maior pontuador da etapa. Já em outubro, Goiânia recebeu uma etapa dupla, com uma prova no traçado misto tradicional, e, no dia seguinte, realizou as disputas no anel externo, quando o piloto da Full Time passou ao Q3 e largou em 4º lugar.


Por ser um traçado mais curto - com 2.695m de extensão, três curvas e altas médias de velocidade -, os tempos entre os pilotos ficam ainda mais próximos, e uma boa posição de largada é ainda mais importante, mas Suzuki destacou o fato de já contarem com bons dados para buscar o melhor resultado possível, e se aproximar cada vez mais do topa da tabela.


Os treinos da etapa começam na sexta-feira (18). No sábado, os pilotos contam com mais uma sessão, e a classificação que define o grid de largada, a partir das 13h30, ao vivo no Sportv2, e, no domingo, as duas corridas começam às 15h10 - após o início da temporada da Formula 1 -, com transmissão ao vivo na Band e Sportv2, além do youtube.com/stockcarchannel e motorsport.tv.


RAFAEL SUZUKI:


“A gente sabe que resultado passado não é nenhuma garantia na Stock Car, mas achamos positivo o traçado externo em Goiânia. As corridas lá foram muito disputadas, tivemos um desempenho forte, então a expectativa é boa. O calor em Goiânia é sempre um desafio, mas vamos trabalhar em cima das informações que temos para um fim de semana forte desde o início, para brigarmos lá na frente e seguirmos subindo no campeonato”. PROGRAMAÇÃO - 2ª ETAPA STOCK CAR 2022 - GOIÂNIA Sexta-feira, 18 de março 9h25 às 9h35: Shake-down 13h45 às 14h55: 1º treino livre


Sábado, 19 de março 10h25 às 11h35: 2º treino livre - ao vivo no Youtube.com/stockcarchannel 14h30 às 15h15: Classificação - ao vivo no Sportv2 e Youtube.com/stockcarchannel e Motorsport.tv (transmissão internacional)


Domingo, 20 de março 15h10: Largada Corrida 1 - ao vivo na BAND, Sportv, Youtube.com/stockcarchannel e Motorsport.tv (transmissão internacional) 15h35: Largada Corrida 2 - ao vivo na BAND, Sportv, Youtube.com/stockcarchannel e Motorsport.tv (transmissão internacional)


Classificação do campeonato após a 1ª etapa:


1º - Gabriel Casagrande, 41 pontos 2º - Daniel Serra, 32 3º - Thiago Camilo, 31 4º - Galid Osman, 25 5º - Ricardo Zonta, 23 6º - Allam Khodair, 22 7º - Rafael Suzuki, 19 8º - Marcos Gomes, 19 9º - Júlio Campos, 18 10º - Gaetano di Mauro, 15 11º - Átila Abreu, 12 12º - Cesar Ramos, 9 13º - Tony Kanaan, 9 14º - Pedro Cardoso, 8 15º - Felipe Baptista, 7 16º - Guilherme Salas, 6 17º - Felipe Lapenna, 5 18º - Nelson Piquet Jr, 4 19º - Lucas Foresti, 3 20º - Rodrigo Baptista, 3 21º - Cacá Bueno, 2 22º - Gustavo Frigotto, 2 23º - Bruno Baptista, 1 24º - Gianluca Petecof, 0 25º - Ricardo Maurício, 0 26º - Sergio Jimenez, 0 27º - Diego Nunes, 0 28º - Denis Navarro, 0 29º - Beto Monteiro, 0 30º - Felipe Massa, 0 31º - Tuca Antoniazi, 0 32º - Rubens Barrichello, 0