Buscar

Com quatro top-10 no Velopark, Rafael Suzuki é o 4º maior pontuador e sobe para 8º na tabela

Piloto da Full Time Sports mostrou consistência entre os primeiros nas provas de sábado, e grande recuperação no domingo, somou 58 pontos e voltou ao top-10 na classificação geral, após etapa que marcou o fim da primeira metade da temporada


Um fim de semana muito intenso e cheio de emoções e desafios marcou a realização das etapas 5 e 6 da Stock.

Car 2022 no Autódromo do Velopark. Foram duas classificações e quatro corridas no total, e um saldo muito positivo para Rafael Suzuki, que conquistou um 5º e três 7º lugares, marcou 58 pontos - sendo o 4º maior pontuador do evento -, e voltou ao 8º lugar da tabela, entre os 37 pilotos que já correram neste ano.


Desde os treinos, na sexta-feira, Suzuki mostrou uma performance forte, andando sempre entre os mais rápidos.


Num sábado quente, as atividades foram válidas pela 5ª etapa. Na sessão que definiu o grid de largada, pela manhã, o piloto do carro #8 garantiu o 9º melhor tempo. Poucas horas depois, no começo da tarde, aconteceram duas corridas cheia de disputas. Rafael contou com bom ritmo e um pit-stop rápido da equipe Full Time para completar a primeira corrida em 7º lugar. Na sequência, largando em 4º - pela regra de inversão dos 10 primeiros -, se manteve no pelotão da frente durante toda a prova, para terminar em 5º e somar 30 pontos no dia - o equivalente à vitória na corrida 1.


Já no domingo, o tempo mudou, e as condições para os pilotos estiveram bem diferentes. Uma forte chuva atrapalhou a classificação, e proporcionou situações diversas para as sessões dos dois grupos. Sem conseguir completar uma volta, Suzuki teve de largar do fim do pelotão para as provas do dia. Porém, com a pista secando, o piloto arriscou na estratégia e optou por largar com pneus slicks, numa condição bem desafiadora, já que ainda havia muitos pontos molhados.


As corridas da 6ª etapa foram marcadas por muitos incidentes, acidentes e principalmente por várias entradas do safety-car, que diminuíram o tempo de ação. Mesmo assim, Suzuki conseguiu uma grande recuperação, se esquivando dos problemas e com decisões acertadas junto da equipe Full Time Sports, para escalar o pelotão e terminar as duas corridas em 7º, coletando assim mais 28 pontos.


A soma dos resultados das duas etapas, um total de 58 pontos, fez de Rafael Suzuki o quarto maior pontuador do fim de semana, subindo cinco posições e alcançando o 8º lugar na classificação geral, na etapa que marcou o fim da primeira metade da temporada.


O próximo desafio de pilotos e equipes da Stock Car será em Interlagos, entre os dias 29 e 31 de julho.


RAFAEL SUZUKI:


“Foi um fim de semana muito tenso e intenso. Tivemos um sábado muito positivo, com fortes resultados e 30 pontos. No domingo, principalmente, com toda a situação da chuva, foi um ótimo saldo. Tomamos as decisões acertadas, de já sair de pneus slick mesmo com a pista molhada, e ganhamos essa vantagem depois durante a corrida. Então, sair de 30º depois de uma classificação com problemas, para terminar as duas em sétimo, foi muito bom. Estou muito feliz, sentimento de objetivo cumprido. Foram quatro corridas entre os oito melhores, somamos 58 pontos - praticamente o resultado de duas vitórias -, estamos em 8º no campeonato e agora é continuar trabalhando para seguir subindo na tabela”.


CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO (após 6 de um total de 12 etapas)


1) Daniel Serra, 184 pontos 2) Gabriel Casagrande, 173 3) Rubens Barrichello, 152 4) Gaetano Di Mauro, 147 5) Matías Rossi, 137 6) Bruno Baptista, 130 7) Cesar Ramos, 127 8) Rafael Suzuki, 117 9) Guilherme Salas, 114 10) Nelson Piquet Jr., 107 11) Ricardo Zonta, 103 12) Thiago Camilo, 93 13) Ricardo Maurício, 84 14) Julio Campos, 72 15) Allam Khodair, 68 16) Galid Osman, 67 17) Diego Nunes, 67 18) Marcos Gomes, 65 19) Átila Abreu, 60 20) Sergio Jimenez, 58 21) Denis Navarro, 57 22) Cacá Bueno, 57 23) Tony Kanaan, 55 24) Felipe Lapenna, 54 25) Gianluca Petecof, 42 26) Felipe Baptista, 42 27) Felipe Massa, 40 28) Pedro Cardoso, 24 29) Lucas Foresti, 22 30) Rodrigo Baptista, 19 31) Gabriel Robe, 11 32) Tuca Antoniazi, 9 33) Beto Monteiro, 7 34) Gustavo Frigotto, 3 35) Thiago Vivacqua, 2 36) Renato Braga, 0 37) Andre Moraes Jr, 0