Buscar

Com grande corrida, Rafael Suzuki bate na trave do pódio com 4º lugar em Goiânia


Largando em 7º, o piloto do carro #8 teve forte performance na corrida 1 no anel externo de Goiânia, brigando pelo pódio até a última curva. Com mais 19 pontos somados, está em 8º na classificação geral entre os 35 pilotos do grid


A 2ª etapa da Stock Car 2022 teve como palco um domingo de muito calor em Goiânia, e com duas provas extremamente disputadas. Rafael Suzuki foi um dos protagonistas da rodada, com forte desempenho desde os treinos, na classificação e também na corrida 1, quando brigou pelo pódio até a última curva.


Após largar em 7º lugar na primeira prova do dia, o piloto da Full Time Sports se manteve no pelotão da frente, avançando terreno, mesmo em meio a intervenções do safety-car. Após um rápido pit-stop, voltou à pista em 3º e travou uma acirrada disputa pelo pódio com Julio Campos, com ambos se utilizando dos botões de ultrapassagem para ganhar vantagem a cada volta, e, assim, Suzuki completou a prova com o 4º lugar.



Com a inversão dos 10 primeiros, Rafael largou novamente em 7º, porém, logo nas primeiras voltas, começou a sofrer com a perda de potência do carro e cair posições. Na sequência, o carro entrou em modo de segurança por superaquecimento e ele foi obrigado a abandonar a disputa antecipadamente.


Assim como na primeira etapa em Interlagos, Suzuki somou mais 19 pontos em Goiânia, e com um total de 38, ocupa a 8ª posição na classificação geral, entre os 35 pilotos que já correram, após 2 de 12 etapas do campeonato.



O próximo desafio do calendário será o inédito GP do Galeão, no Rio de Janeiro, entre os dias 9 e 10 de abril. Será montado um circuito temporário na pista do Aeroporto do Galeão, com a categoria voltando ao estado após um intervalo de quase 10 anos.


RAFAEL SUZUKI: “Concluir a etapa com o 4º lugar na corrida 1, depois de largar em 7º, foi positivo. Faltou um pouquinho pro pódio, foi um botão de ultrapassagem descasado na linha de chegada, mas de qualquer forma um bom resultado! Na corrida 2, um gosto amargo de não ter completado, tínhamos tudo pra somar bons pontos, talvez mais um top-10. Mas vamos seguir trabalhando, para, na próxima corrida no Galeão, a novidade da temporada, a gente consiga estar tão competitivo quanto, ou ainda mais”.



Classificação do campeonato após 2 etapas:


1º - Gabriel Casagrande, 63 pontos 2º - Thiago Camilo, 62 3º - Rubens Barrichello, 56 4º - Daniel Serra, 54 5º - Cesar Ramos, 46 6º - Gaetano Di Mauro, 41 7º - Julio Campos, 40 8º - Rafael Suzuki, 38 9º - Ricardo Zonta, 32 10º - Galid Osman, 28 11º - Ricardo Maurício, 28 12º - Marcos Gomes, 28 13º - Tony Kanaan, 28 14º - Bruno Baptista, 28 15º - Átila Abreu, 27 16º - Diego Nunes, 24 17º - Allam Khodair, 22 18º - Sergio Jimenez, 19 19º - Nelson Piquet Jr, 17 20º - Pedro Cardoso, 15 21º - Denis Navarro, 13 22º - Guilherme Salas, 13 23º - Cacá Bueno, 12 24º - Felipe Baptista, 11 25º - Felipe Massa, 6 26º - Felipe Lapenna, 5 27º - Rodrigo Baptista, 4 28º - Lucas Foresti, 3 29º - Gustavo Frigotto, 2 30º - Beto Monteiro, 0 31º - Matias Rossi, 0 32º - Renata Braga, 0 33º - André Moraes Jr, 0 34º - Tuca Antoniazi, 0 35º - Gianluca Petecof, 0