Buscar

Após boas performances em Goiânia, Rafael Suzuki visa fechar seu melhor ano na Stock Car no top-10

Atualizado: há 3 dias


Goiânia recebeu a 10ª e 11ª etapas da Stock Car, num fim de semana de muito calor, boas disputas nas três corridas realizadas, com dois novos vencedores no ano e a definição dos postulantes ao título da temporada.


Confira tudo o que aconteceu:


10ª e 11ª ETAPAS


Novidades para 2021


Em Goiânia, a nova gestão da Stock Car anunciou o novo pacote de mídia para a categoria em 2021:


1) Transmissão de todas as corridas ao vivo pela BAND, na TV aberta (mais cobertura jornalística em matérias e participação dos pilotos nos programas do canal);


2) Continuidade da transmissão de todas as classificações e corridas ao vivo também pela TV fechada, no SPORTV;


3) Transmissão de todas as atividades das etapas (treinos livres, classificação e corridas) ao vivo por STREAMING na internet, para o mundo todo;



Sábado: Prova única válida pela 10ª etapa


Após largar em 18º, Rafael Suzuki mostrou grande recuperação durante a prova, especialmente, depois de ter caído para último para evitar uma batida na largada. O piloto avançou bastante com bom ritmo e completou a prova em 15º, confiante em uma melhor performance para o dia seguinte.


SUZUKI: Terminamos a corrida somando mais seis pontos. Na largada, infelizmente, tivemos aquele efeito sanfona e eu tive de frear muito forte para não bater no meu companheiro (Nelsinho) e caí para último. Nosso pit stop foi bom, o ritmo era razoável, mas a corrida não nos proporcionou muitas oportunidades, apesar de ter avançado quase 10 posições. Vamos tentar tirar o máximo do nosso pacote técnico, em relação aos Chevrolet, e acho que temos melhores chances neste domingo - falou o piloto após o fim da corrida.



Domingo: Boa performance na 11ª etapa


Apesar dos resultados finais das provas não terem sido tão expressivos, Suzuki deixou a pista com a sensação de missão cumprida. O piloto ficou a 0.1s de se classificar para o Q2 e largou em 17º. Na corrida 1, ele avançou bem e a equipe optou por uma estratégia visando o top-10, para que pudesse largar na pole invertida para a segunda corrida, mas ele terminou em 11º. Na corrida 2, precisou abastecer mais, e fechou a prova em 16º. No total, somou mais 15 pontos para o campeonato.


SUZUKI: Saio de cabeça erguida, acho que foi meu melhor dia na temporada. Apesar de o resultado ser contraditório, busquei extrair o máximo de todas as situações. Foram duas boas largadas, um ritmo bom e um bom trabalho dos mecânicos e de todo time. Está claro que não encaixou a estratégia, e não faria sentido eu atacar um companheiro de equipe, que está brigando pelo título no final da corrida 1, mesmo valendo a pole da corrida 2. Vamos pra SP tentar acabar o ano no top-10!



Pela 3ª vez, vencedor do Fan Push


Essa foi a 3ª vez na temporada que Rafael Suzuki esteve entre os vencedores do Fan Push. Ele foi o 2º mais votado entre os seis pilotos selecionados pela escolha popular na etapa de Goiânia, e contou com um botão extra de ultrapassagem extra na segunda corrida de domingo.


O piloto do carro #8 também já havia vencido nas etapas de Londrina e Velocittà (lembrando que, os vencedores ficam bloqueados da votação na etapa seguinte).


Porém, para a última etapa do ano, todos os pilotos do grid ficam aptos concorrem ao Fan Push. A votação para a prova em Interlagos começa no dia 06 de dezembro, no site http://stockcar.com.br/fanpush.



Uma temporada extremamente competitiva


Após 11 de um total de 12 etapas realizadas, o campeonato 2020 vai ficar marcada como um dos mais competitivos da história da Stock Car.


No ano de estreia da Toyota na categoria, que passou a ser multimarcas, e, até agora, foram 13 vencedores diferentes ao longo de 17 corridas. Rafael Suzuki conquistou sua primeira vitória na Stock Car, na etapa de Londrina, e tem feito sua temporada mais forte na categoria, correndo pela equipe Full Time Sports, se mantendo no top-10 da tabela por praticamente todo o ano.


Depois das corridas em Goiânia, os três piores resultados de cada piloto foram descartados, tendo assim o cenário atualizado para a decisão do campeonato, que acontece dia 13 de dezembro, em Interlagos. A prova única dá pontos dobrados aos pilotos, então deixa o campeonato completamento em aberto.


Com 152 pontos, Suzuki tem como objetivo completar o campeonato entre os 10 melhores, e tem chances matemáticas de alcançar até a 7ª posição.



Classificação do campeonato: cenário definido para a Grande Final


1º - Thiago Camilo - 238 pontos

2º - Daniel Serra - 237

3º - Ricardo Maurício - 231

4º - Ricardo Zonta - 226

5º - Gabriel Casagrande - 224

6º - Rubens Barrichello - 224

7º - Cesar Ramos - 203

8º - Allam Khodair - 195

9º - Guilherme Salas - 190

10º - Diego Nunes - 185

11º - Nelson Piquet Jr. - 180

12º - Julio Campos - 161

13º - Rafael Suzuki - 152

14º - Bruno Baptista - 151

15º - Átila Abreu - 142

16º - Denis Navarro - 134

17º - Matías Rossi - 121

18º - Cacá Bueno - 113

19º - Lucas Foresti - 87

20º - Marcos Gomes - 84

21º - Gaetano di Mauro - 80

22º - Galid Osman - 77

23º - Pedro Cardoso - 76

24º - Tuca Antoniazi - 44

25º - Felipe Lapenna - 14

26º - Vitor Genz - 11

27º - Vitor Baptista - 8



Encerramento da temporada


A 12ª e última etapa da Stock Car 2020 acontece entre os dias 11 e 13 de dezembro, no Autódromo de Interlagos, e promete muitas emoções, com uma corrida única e 10 pilotos com chances matemáticas de título.


A classificação que define o grid de largada terá transmissão ao vivo pelo Sportv, e a corrida será transmitida ao vivo pela TV Globo, dentro do Esporte Espetacular.

logo_rafaelsuzuki_v10.png
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTUBE
  • Twitter

© 2019 Rafael Suzuki - Loja Rafael Suzuki - Eversports Assessoria Esportiva e Comercio LTDA - CNPJ 15.546.170/0001-43 - São Paulo - Brasil

logo_rafaelsuzuki_v5.png