Buscar

Após 4º lugar no qualy, Suzuki dribla adversidades e fecha no Top-10 o domingo em Goiânia


No sábado, com disputas válidas pela 8ª etapa, e pontos nas duas provas, o piloto do carro #8 manteve-se próximo da briga pelos dez melhores do campeonato


Rafael Suzuki marca pontos em três das quatro corridas realizadas em Goiânia neste fim de semana, válidas pela 8ª e 9ª etapas da Stock Car. Superando uma jornada atribulada, o representante da Full Time Sports computou 23 pontos em duas etapas, e agora soma 158, mantendo-se perto do Top-10 da classificação geral. O próximo desafio será no dia 24 de outubro, no autódromo do Velocittá, em Mogi Guaçu, interior de São Paulo, onde será realizada a 10ª etapa da temporada.


Na 9ª etapa, realizada neste domingo (19) no autódromo Internacional Ayrton Senna, a disputa aconteceu no anel externo. No classificatório, Rafael Suzuki impôs ritmo forte e tinha um desempenho muito bom, tanto que chegou a brigar pela pole, pois foi um dos seis pilotos que passou para o Q3. Anotou o 4º tempo, posição que largou para a primeira corrida. Na prova 1, pouco depois da largada, em disputa por posição, Suzuki e Daniel Serra se tocaram, ambos rodaram. A direção de prova aplicou um Drive Through ao piloto do carro #8. Cumprindo a penalização na volta seguinte, Suzuki caiu para 27º e buscou uma prova de recuperação. Após a parada obrigatória, Rafa ainda tentou buscar posições e completou em 22º, sem marcar pontos. O vencedor da corrida 1 foi Ricardo Maurício, que já havia anotado a pole, seguido por Allam Khodair e Ricardo Zonta.



Na segunda bateria, largando do fim do grid, Suzuki fez de novo uma corrida de recuperação. A intenção era buscar o máximo de posições e salvar alguns pontos para o campeonato. E foi volta a volta buscando ultrapassagens. Mesmo com as duas intervenções de Safety Car por incidentes na pista, o piloto do Toyota #8 avançou na disputa. Chegou a ocupar o 7º lugar na corrida e concluiu na 10ª posição - após o carro entrar em modo de segurança por um tempo, somando 11 pontos. Ricardo Maurício venceu mais uma, após uma disputa bem acirrada pelo primeiro lugar com Thiago Camilo, que ficou em segundo e Gabriel Casagrande que completou em terceiro.


“Não era o domingo que nós almejamos. Largando em quarto, com um baita carro e um desempenho muito bom na classificação. Ali na largada me enrosquei com o Rubens, acabei perdendo o embalo e algumas posições. Em uma dividida com o Daniel Serra, eu cometi um erro, tenho até que pedir desculpas a ele. Achei que teria mais espaço e tive que reduzir para não bater nele, mas perdi o controle do carro e foi aí que realmente cometi o toque. Mas, não baixamos a cabeça. Largando quase do fim do grid na corrida 2, buscamos uma recuperação, e salvamos alguns pontos com o décimo lugar. Agora é já pensar na próxima etapa”, avaliou Rafael Suzuki.


8ª etapa - Rafael Suzuki pontua nas duas corridas no traçado misto

No sábado (18), nas duas corridas válidas pela 8ª etapa da Stock Car e realizadas no traçado misto do autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, Rafael Suzuki terminou na zona de pontuação em ambas as disputas. Depois de andar no Top-10, no único treino livre que foi feito, o dono do carro #8 estava confiante para a classificação. Porém, um pneu furado no classificatório tirou suas chances, de buscar uma melhor posição no grid.



Logo na largada da corrida 1, um acidente múltiplo envolvendo 12 carros, acabou de vez com as possibilidades do piloto da Full Time Sports alcançar melhores resultados, isso porque Rafael também sofreu com o incidente, pois foi tocado e seu carro teve danos, mesmo assim, ele conseguiu se manter na disputa, enquanto viu outros oito concorrentes abandonarem a prova. Com o equipamento comprometido, fez o que era possível e completou a prova 1 na 16ª posição, somando cinco pontos. Rubens Barrichello ficou com a vitória, depois de anotar a pole. César Ramos, em segundo, e Gabriel Casagrande em terceiro, completaram o pódio.


Na corrida 2, Suzuki manteve a estratégia de fazer o melhor para concluir e marcar pontos. Fez ultrapassagens e brigou por posições para terminar em 14º, anotando mais sete pontos. A segunda prova do sábado foi vencida por Ricardo Maurício. Júlio Campos ficou em segundo e Átila Abreu em terceiro. Após as duas corridas da 8ª etapa, Suzuki totalizou 147 pontos.


“Um pneu furado no classificatório acabou com nossas chances de largar em uma boa posição. As corridas foram aquém do que esperávamos, mas no fim o resultado da 8ª etapa não foi tão ruim. Terminamos em 16º na corrida 1 e em 14º da prova 2. Consegui pontos nas duas disputas, e ainda avancei na classificação, com 147 pontos”, considerou Suzuki, que chegou em Goiânia em 12º lugar e terminou a oitava etapa em 11º.


Classificação geral do campeonato, após nove etapas: 1 - Gabriel Casagrande, 278 2 - Daniel Serra, 262 3 - Rubens Barrichello, 234 4 - Ricardo Maurício, 231 5 - Cesar Ramos, 218 6 - Ricardo Zonta, 210 7 - Átila Abreu, 205 8 - Thiago Camilo, 199 9 - Bruno Baptista, 184 10 - Allam Khodair, 171 11 - Diego Nunes, 165 12 - Marcos Gomes, 165 13 - Denis Navarro, 165 14 - Rafael Suzuki, 158 15 - Cacá Bueno, 138 16 - Julio Campos, 135 17 - Guilherme Salas, 133 18 - Gaetano Di Mauro, 126 19 - Galid Osman, 88 20 - Matías Rossi, 83 21 - Lucas Foresti, 79 22 - Felipe Massa, 75 23 - Felipe Lapenna, 64 24 - Guga Lima, 60 25 - Pedro Cardoso, 51 26 - Beto Monteiro, 46 27 - Christian Hahn, 32 28 - Sérgio Jimenez, 27 29 - Nelson Piquet Jr, 24 30 - Tuca Antoniazi, 18 31 - Tony Kanaan, 18 32 - Gustavo Frigotto, 13 33 - Max Wilson, 0

Assessoria de imprensa do piloto Rafael Suzuki: Beatriz de Paula beatrizkaroline@yahoo.com.br (11) 98405-8485